Archive for Metodologia

Midias Sociais: Investir ou Ficar Fora?

Redes Sociais oque fazerMuito escuto dos meus cliente e alunos, questionamentos sobre estar ou não presente nas Mídias Sociais. Sobre esse assunto, gostaria de destacar 3 pontos importantes:

1 – Não deixe sua empresa vulnerável nas Mídias Sociais!
Não existe como ficar de fora! Nas mídias sociais ou você toma as rédeas do que seus clientes estão falando sobre seus produto e empresa ou perde a oportunidade de saber o que já esta sendo dito sobre seu negócio.

2 – Não se engane, as pessoas já estão falando sobre o seu negócio!
A escolha é sua, saiba o que as pessoas dizem e aproveite as oportunidades ou “tampe o sol com a peneira” pensando que seus cliente não falam de você pois você ainda não esta no facebook ou LinkedIn…

3 – Nas Mídias Sociais não basta fazer é preciso saber fazer!
Antes de começar, avalie seu mercado e concorrentes! Planeje o que você tem para oferecer e defina seus objetivos. Assim seus resultados serão mais efetivos!

Para complementar, segue um artigo bacana escrito pelo colega e amigo Guilherme Schneider e seu blog de tecnologia

Boa Reflexão!
@CarlaFalcao_

Redes Sociais – Investir nelas ou Não?

Uma grande dúvida das empresas é se e quando devem investir em redes sociais. Com as constantes mudanças e aumento do uso das redes, a empresa hoje que está de fora delas pode estar ficando muito atrás de seus concorrentes.

Porém, entrar em uma rede social sem um correto planejamento, também pode ser fatal para uma empresa. Recentemente acompanhei casos de empresas que criaram, por exemplo, perfis no Twitter, e o “esqueceram” lá e quando os consumidores tentavam interagir com a empresa através deste canal, ou não eram respondidas ou mal respondidas por algum funcionário despreparado. Fazendo uma analogia, seria o mesmo que esta empresa ativar um número de 0800, divulgá-lo e não colocar ninguém para atender do outro lado da linha, ou então “o primeiro que passar atende”.

Para ter efetividade utilizando as redes sociais, a empresa tem de ter muito claramente que tipo de interação irá querer ter com elas, como irá querer atingir seus consumidores (ou usuários) e quais canais (redes) irá utilizar para tal. Direcionar investimento proporcional a isso também é de suma importância. Ao entrar nas redes sociais, a empresa tem de ter total consciência que é um “caminho sem volta”, ou então novamente irá gerar ruído para a sua marca e reputação.

A realidade já mostra que o investimento em redes sociais traz um grande retorno para a empresa, para a sua marca e para o seu relacionamento com consumidores e público interno. Através dela é possível atingir um nível de relacionamento com seus consumidores como jamais anteriormente havia sido visto, com possibilidade de interação “online” com seus clientes e reagir a problemas na hora exata em que acontecem (lembre-se, que isso, para o bem e para o mal).

As redes podem ser utilizadas com diversos fins, como por exemplo demonstrações de novos produtos, testes com usuários e consumidores, canal de atendimento e relacionamento, divulgação de informações e tendências, “virais”, dentre outras aplicações. E cada uma das redes têm seu tipo de público e propósito, que deverá ser cuidadosamente estudado pela empresa antes de interagir com cada uma delas.

Uma nova tendência emergente, é a integração das redes sociais com ferramentas analíticas e preditivas, e também com os ERPs para que as mesmas sejam meios de melhorar as análises das empresas, geração de novas demandas de alterações de produtos, dentre outras idéias. A rede social deixa de ser somente uma via de mão única para também retroalimentar a empresa com feedbacks, opiniões e pedidos de melhorias de produtos e serviços.

Portanto, antes de se “aventurar” nas redes sociais, avalie corretamente como irá fazê-lo e busque contratar profissionais para auxiliar a sua empresa nesta atividade, sejam permanentes ou através de uma consultoria especializada.

Fonte:

http://gbcs.wordpress.com/2012/04/21/redes-sociais-investir-nelas-ou-nao/